"Faço do meu canto a neura existencial. O conteúdo do cotidiano, o dia-a-dia da vida.

A eletrônica está substituindo o coração. A inspiração passou a depender do transistor,

o poeta, de aço, de poesia programada... é demais pra meus sentimentos, tá sabendo?"